Mais um ano se inicia e as tendências tecnológicas não param de surgir. A transformação digital é um movimento sem volta, que todos os dias nos apresenta novidades.

É necessário estar atento às novas tecnologias para aproveitar qualquer oportunidade de crescimento e sair na frente de seus concorrentes, conquistando mais eficiência.

Neste post, vamos listar algumas das principais tendências apontadas pela consultoria americana especializada em tecnologia Gartner, para que você possa aplicar em sua empresa. Confira!

1. Coisas autônomas

A Inteligência Artificial (IA) evoluiu muito nos últimos anos e, com isso, estamos cada vez mais perto de ver, na vida real, diversas aplicações que já existem em filmes, como objetos totalmente autônomos.

O potencial de autonomia já está sendo desenvolvido para veículos, drones e robôs, utilizando aprendizado de máquina e algoritmos altamente complexos para exercer diversas atividades antes realizadas por humanos.

Por meio da IA, essas coisas autônomas podem entregar comportamento avançado, muito próximo daquilo esperado de um humano, interagindo com pessoas e, inclusive, com outros objetos e equipamentos.

Elas podem ser exploradas de várias maneiras e incluídas em diversos setores, devido às mais variadas capacidades e níveis de inteligência que podem ser construídos.

É claro que a substituição dos seres humanos ainda é uma utopia, até porque, com o uso de coisas autônomas, a demanda por profissionais apenas mudará de foco.

Já existem diversos exemplos de aplicação de coisas autônomas, como a entrega de encomendas com o uso de drones, testes com veículos de passageiros sem a necessidade de motoristas humanos, entre outros.

2. Blockchain

A tecnologia de Blockchain ganhou destaque nos últimos anos devido ao interesse de vários ramos de negócio. Ela representa uma das principais alternativas para a criação de modelos de dados mais seguros e descentralizados, diminuindo custos e aumentando a segurança.

Seu modelo de aplicação tem evoluído nos últimos tempos, pois grandes players investiram pesado em desenvolvimento de redes para a sua aplicação nos negócios.

A tecnologia é uma alternativa muito mais eficiente que o atual modelo de confiança centralizada, utilizado por grande parte das empresas em atuação no mercado hoje, e sensível a ataques de hackers e cibercriminosos.

Por meio da aplicação do Blockchain, pode-se eliminar a necessidade de um banco de dados central, diminuindo drasticamente a vulnerabilidade de um sistema de dados, por exemplo.

Contudo, até agora, a tecnologia ainda não ultrapassou o campo das especulações, sendo que a maioria dos projetos em desenvolvimento ainda não foi colocado em produção.

Segundo o Gartner, espera-se que no próximo ano diversas organizações não apenas deem início à pesquisa nesse campo, como também surjam aplicações reais para a tecnologia.

3. Gêmeos digitais

Mais uma das tendências tecnológicas para 2019, o conceito de gêmeo digital pode ser determinado como uma representação virtual de um sistema ou entidade que exista no mundo real. O termo é um tanto quanto complexo para se assimilar em um primeiro momento, mas sua aplicação é bem simples.

Trata-se de uma representação virtual, um modelo, que está ligado a algo físico, como um produto ou serviço, e que recebe todos os respectivos dados dele. Sendo assim, pode-se utilizar o modelo virtual para realizar simulações e analisar resultados esperados.

Com a chegada da Internet das Coisas (IoT), existirão milhões de equipamentos conectados, podendo-se criar gêmeos digitais para todos eles. Isso permitirá que as organizações façam simulações complexas acerca de seu funcionamento e evoluam com o tempo.

Quanto mais dados a organização coletar, maior será a sua capacidade de análise. Assim, suas simulações se tornarão mais completas e efetivas, melhorando os resultados gerais das empresas.

Segundo o relatório emitido pelo Gartner, até o ano de 2021, mais da metade das grandes empresas já terão algum tipo de aplicação de gêmeos digitais em suas atividades.

4. Computação quântica

Em plena era da transformação digital, geramos toneladas de dados a cada segundo e a infraestrutura tecnológica existente hoje já se encontra no limite do processamento.

É preciso evoluir para se adequar a essa nova demanda. E é aí que entra o termo computação quântica. Sendo um ramo de estudo que já existe há alguns anos, a computação quântica se utiliza de partículas subatômicas, representando informações, para realizar seus cálculos computacionais.

O uso dessas partículas permite uma maior escalabilidade para a realização de tarefas, como a análise de dados, permitindo que esses computadores realizem as mesmas atividades dos computadores clássicos em um tempo infinitamente menor.

Diversas organizações, que demandam análises de dados constantes, poderiam usufruir desse poder de processamento, melhorando seus resultados — como é o caso, por exemplo, de organizações financeiras.

Além disso, essa tecnologia também poderia alavancar outras, permitindo que o tempo de resposta de um carro autônomo seja muito menor, por exemplo, ou que a análise de dados coletados pela IoT seja realizada quase que em tempo real.

5. Experiências imersivas

A experiência do usuário já tem se tornado uma das mais fortes tendências tecnológicas dentro da estratégia de diversas organizações, porém, essa importância deve aumentar ainda mais nos próximos anos.

A transformação digital mudou o comportamento dos consumidores, que já não buscam apenas adquirir produtos e serviços, e sim uma experiência positiva de compra junto às empresas.

Dessa forma, muitas organizações já estão investindo pesado na criação de experiências imersivas para seus clientes, com o auxílio de tecnologias como a Realidade Aumentada e a Realidade Virtual.

Essas novas aplicações poderão levar a experiência do cliente a um novo patamar, melhorando a capacidade das empresas se comunicarem com seus consumidores e trocar informações.

Além disso, outro ponto que está evoluindo é o atendimento multi-canal, no qual o cliente inicia uma conversa por um determinado ponto e continua por outro, sem prejudicar sua experiência.

Dessa forma, as empresas minimizam a distância entre o virtual e o real e garantem que o cliente terá a mesma experiência positiva, independentemente do canal que utilizar para entrar em contato com a organização.

Essas são apenas algumas das tendências tecnológicas em alta para o ano de 2019, sendo que podemos esperar muitas surpresas e o surgimento de novidades ao longo do próximo ano.

Continue por dentro de todas as nossas postagens nos seguindo agora mesmo no Facebook, Youtube, LinkedIn e Instagram!

Luís Montanari
Autor

Líder dos times de Vendas e Marketing da ADDEE e pai de duas lindas meninas. Graduado em Comunicação Social e apaixonado por vendas, política, tecnologia e cervejas. Trabalhando para transformar Empresas de Suporte em verdadeiros MSPs!

Escreva um comentário

Share This