As empresas brasileiras investem 7,6% da sua receita em Tecnologia da Informação, segundo estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), divulgado em 2017. Se considerarmos que empresas que não são do ramo da tecnologia já investem esse percentual da receita, imagine a importância que as organizações de tecnologia também devem dar em automatizar serviços de TI?

O crescimento de gastos e aportes é então uma forte tendência que acompanha a crescente informatização das organizações. Quando as empresas voltam os olhares para novas perspectivas de crescimento, o cenário é de alta competitividade e também de retomada econômica.

Portanto, esses investimentos dizem respeito a gastos que são despendidos com equipamentos, instalações, novos softwares, suprimentos e, inclusive, com terceiros prestando suporte técnico e até mesmo treinamento em TI.

Assim, vamos falar aqui da importância de automatizar os serviços de TI. É preciso que, inclusive as pequenas empresas do mercado, que remetem a realidade break fix — modelo tradicional que atua como quebra e conserta —, entendam a importância de investir na automatização de serviços e processos.

Vale destacar ainda que automação é bem mais do que construir scripts, mas sim integrar ferramentas e processos, que viabilizam, por exemplo, o acesso remoto a dispositivos com apenas um clique.

Se você é um prestador de serviços e precisa se tornar mais eficiente e produtivo, siga a leitura e entenda a importância de automatizar os serviços de TI.

Por que pensar em automação de processos?

É considerado produtiva, uma empresa prestadora de serviço gerenciado, que é capaz de monitorar em média mais de 100 devices por técnico. Uma empresa com números abaixo deste indicador precisa rever seu modelo de negócio. No Brasil, já existem MSPs que monitoram de 170 a 250 dispositivos com apenas um profissional.

Nos Estados Unidos — onde o mercado está mais maduro—, existem prestadores de serviços gerenciados que atendem cerca de 400 devices com apenas um responsável. Isso porque em países como esse, a automação básica e intermediária já estão implementadas, o que os permite focar em serviços de automação avançada.

A automação dos processos de TI torna as empresas mais competitivas e agrega valor aos serviços. Assim, a automatização dos serviços de tecnologia da informação vai garantir às empresas mais segurança, padronização, velocidade e escalabilidade dos processos, bem como do negócio.

Podemos dizer que a automatização dos processos de TI elevam em pelo menos 30% a produtividade das empresas. Além disso, no que diz respeito a padronização, é possível afirmar que a automação organiza os processos e normatiza as tarefas das empresas. Isso acaba gerando o aumento da produtividade e da eficiência, e, consequentemente, resultados mais positivos.

Além de padronizados, os processos também se tornam mais ágeis com o uso de ferramentas que automatizam os serviços de TI. O acesso remoto a dispositivos permite que problemas — desde os mais simples, até os mais complexos — sejam resolvidos a qualquer momento de forma remota e em tempo real.

Quanto a escalabilidade, as ferramentas de gerenciamento remoto de TI podem ser aplicadas a várias empresas e clientes ao mesmo tempo, já que não há dependência do fator humano. Vale destacar que dificilmente os processos serão 100% independentes, mas é possível que apenas um técnico opere em pelo menos 100 devices.

Qual a importância de automatizar no setor de TI?

A automatização do setor de TI pode ocorrer em três níveis: básico, intermediário e avançado. Ela está diretamente ligada ao aumento da produtividade, à redução dos custos e ao consequente aumento da lucratividade.

Enquanto países como os Estados Unidos  estão focados apenas na automação avançada — devido ao alto desenvolvimento dos níveis básico e intermediário —, por aqui onde o mercado ainda não é tão evoluído, os serviços de TI ainda precisam evoluir bastante a níveis básico e intermediário.

Automação básica

A automação básica diz respeito a tarefas rotineiras, como o acesso remoto com apenas um clique e a instalação de antivírus.

É importante destacar que  sem uma solução de acesso remoto integrada a um Remote Monitoring & Management (RMM) e a um Service Desk, existe a necessidade de intervenção humana, que vai precisar solicitar ao cliente o ID ou baixar um aplicativo. Já com a integração eficiente, o tempo para iniciar o acesso de será muito menor, além de ser mais seguro e escalável. E isso também é uma forma de automação.

Assim como para reiniciar um Serviço do Windows, sem uma automação básica, o prestador de serviço precisa parar e reiniciar o serviço de forma manual. Com o uso de um RMM, esse trabalho pode ser realizado de forma automática: se um serviço para ou apresenta qualquer outro problema, o RMM reinicializa automaticamente o serviço.

Esses processos de automação são simples e é importante que o MSP comece por elas, pois só será possível alcançar o script, se tarefas de automação básica já tiverem sido bem desenvolvidas.

Automação média

Como exemplo de automação média temos: as políticas pré-definidas de antivírus e a política de atualização de Patch. Com a padronização e automação dessas políticas, o MSP elimina a necessidade de atuar de forma manual em cada necessidade de atualização de patch ou detecção de uma ameaça.

Automação avançada

Já a automação avançada diz respeito a criação de tarefas e scripts personalizados. Cada cliente, ou seja, cada empresa tem necessidades diferentes do outro, e portanto, o MSP precisa ter expertise e conhecimento para realizar essa automação avançada de forma eficiente.

A automação avançada consiste na criação personalizada, diante da necessidade específica de cada cliente. Um exemplo seria a necessidade de um cliente de deletar ao final de cada mês os arquivos do mês anterior. Assim, o MSP é o responsável por criar um processo de automação baseado nessa exata demanda do cliente.

Quais os benefícios da automação de processos de TI?

A importância de automatizar os processos de empresas que prestam serviços em TI é principalmente tornar as rotinas automatizadas, o que está diretamente relacionado ao aumento da produtividade, a redução de custos, bem como a elevação do lucro.

Quanto a automação dos servidores, que está diretamente relacionado aos processos de TI, o objetivo é facilitar o trabalho dos profissionais que auxiliam na gestão e na administração da tecnologia da informação das empresas, visando oferecer mais agilidade e consistência aos serviços.

A ferramenta de gerenciamento remoto de TI, como o RMM, aliada ao service desk e a automação são garantia de sucesso para o MSP. É essencial que esses três quesitos funcionem de forma integrada para garantir o bom desempenho dos prestadores de serviços gerenciados.

Assim, dentre as principais vantagens dessa automação dos processos de tecnologia da informação estão o aumento da produtividade, da competitividade, do lucro, da eficiência e da proatividade.

Veja alguns ganhos da automação:

  • a praticidade para o monitoramento e o acompanhamento do crescimento das demandas das empresas, principalmente nessa área;
  • o incremento da produtividade, que está diretamente relacionamento ao aumento da lucratividade — para o servidor e também para o administrador;
  • a coleta de dados e a geração de relatórios consistentes para análise e melhoria das aplicações;
  • uma forma de evitar erros corriqueiros, melhorando a resolução de problemas e incidentes;
  • a redução de custos operacionais, bem como com a mão de obra;
  • garantia de maior transparência e compliance nos processos, estando assim a empresa melhor preparada para um processo de auditoria.

Como você pôde perceber, automatizar serviços de TI é uma excelente estratégia para sua empresa. É antes de tudo entender que automação não é apenas pensar em script, mas compreender que se o MSP tem processos automatizados certamente conseguirá atender mais clientes, mantendo a mesma equipe e atingindo maior lucratividade.

Vale ressaltar que não adianta o MSP querer criar políticas de script, se ele não tiver a automação básica e intermediária bem desenvolvidas.

E então? Entendeu por que vale a pena automatizar serviços de TI? Se você quer saber mais informações sobre o assunto, entre em contato com a ADDEE, empresa responsável pela operação da SolarWinds MSP no Brasil.


Rodrigo Gazola
Autor

Com muitos anos de experiencia em TI, trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana, dá aula sobre excelência em workaholic. Apesar de ser especialista em MSP, adora quando o assunto é backup. Rodrigo esbanja bom humor (diz a lenda que seu segredo é cerveja, churrasco e Rock'N'Roll) e é o mais ativo daqui, já até pensou em rodar o mundo em cima da sua bike.

Escreva um comentário

Share This