Categoria

Serviços Gerenciados

Categoria

5 passos para construir um plano de TI

Nem todas as empresas criam um plano de TI, e como consequência, acabam tendo problemas na hora de gerenciar suas atividades, buscar por novas tecnologias ou simplesmente aplicar seus serviços aos clientes. O planejamento é uma atividade fundamental a qualquer empresa e quando falamos sobre prestadores de serviços de tecnologia essa importância aumenta, pois, novas soluções surgem todos os dias e o mercado é altamente volátil. Nosso objetivo com este post é ajudar você, listando alguns passos, de forma clara e simples, de como iniciar a criação de um plano estratégico de TI, que possa orientar as ações de sua organização. Confira! A importância de criar um plano estratégico de TI O plano de TI é uma ferramenta de gestão que considera, em sua criação, variáveis internas e externas da empresa e a evolução esperada para um certo período de tempo, levando em conta detalhes como aumento de negócios, crescimento da empresa, expansão…

Governança de TI para MSP: conheça os principais modelos e as boas práticas!

A gestão, terceirizada ou não, da infraestrutura tecnológica de uma empresa é extremamente estratégica na atualidade. Um negócio que queira estar à frente de seus concorrentes precisa buscar inovações sempre e, nesse sentido, a Governança de TI é a solução ideal para otimizar suas ações. Ela permite, por exemplo, que um Provedor de Serviços Gerenciados (MSP) ofereça mais que suporte à infraestrutura e aos usuários, agregando também a organização de processos tecnológicos que permitem ganho de escalabilidade. Escalabilidade? É isso mesmo, uma característica que permite que a empresa tenha uma infraestrutura inovadora e de baixo custo, garantindo que seja mais competitiva e possa ganhar mais espaço em seus diferentes mercados. Faz sentido oferecer essa solução para seus clientes? Se a resposta for positiva, saiba que é preciso dedicar um bom tempo para seu planejamento e implementação nos serviços de um MSP. Assim que tal diferencial é incorporado, o MSP se torna uma prestadora de serviços muito mais agregadora para seus clientes. Por isso, você…

Conheça 7 indicadores de TI que fazem a diferença na sua gestão

Realizar o controle de suas atividades é uma das melhores formas de verificar se as metas estão sendo mantidas sob controle e se a satisfação dos clientes será alcançada. Para isso, a criação de indicadores de TI é fundamental. Quando falamos em MSP — provedor de serviços gerenciados —, a melhor maneira de garantir a eficiência do trabalho e evitar a ocorrência de problemas que prejudiquem sua atuação é realizar um controle de todas as variáveis do ambiente. Neste post, vamos mostrar o que são os indicadores de TI, como escolher bons KPIs para o seu negócio e apresentar alguns dos mais utilizados por provedores de serviços gerenciados. Boa leitura! Indicadores de TI Conhecer a sua produtividade, identificando pontos de melhoria, é fundamental em uma empresa que presta serviços de TI. Isso garante que os seus clientes estejam satisfeitos e que você não enfrente nenhum problema que possa vir a causar algum estrago na sua reputação. Para realizar…

Prestador de serviços de TI: como lidar com os projetos dos clientes?

Atingir a excelência na prestação de serviços de TI é um dos grandes desafios enfrentados pelas empresas que realizam esse tipo de trabalho, devido ao grande número de variáveis existentes. Ainda assim, perseguir a eficiência e excelência na prestação de serviços é fundamental para se destacar em um mercado que vem ficando cada vez mais competitivo e que demanda competência. Neste post, vamos listar um passo a passo para demonstrar como o prestador de serviços gerenciados de TI pode ir além do que ele já garante ao seu cliente e aumentar a sua competitividade no mercado. Confira! Prestação de serviços mensais e recorrentes Segundo dados apresentados pelo Gartner, grande grupo internacional de consultoria, os investimentos em TI ainda em 2018 fecharão em cerca de US37 trilhões de dólares. Um crescimento de aproximadamente 4,5% em relação a 2017 e uma ótima notícia para os prestadores de serviços na área. Contudo, essa abundância também pode significar um aumento…

Como melhorar o fluxo de trabalho da sua empresa de TI?

Os processos, a comunicação e o tratamento de informações que envolvem uma prestação de serviço, juntos e sistematizados podem ser considerados como um fluxo de trabalho do negócio. Misturando etapas manuais e automatizas, podem minimizar falhas, agilizar processos e até mesmo permitir que a empresa atue em modo preventivo. Trocando em miúdos, garante que problemas sejam evitados ou detectados com antecedência suficiente para que a solução proposta seja a mais adequada e com menor impacto possível para o cliente. Isso, na visão dos clientes de uma empresa de TI, significa sucesso. Está em busca de diminuir seus custos, aumentar a satisfação dos usuários e sua fatia no mercado com excelentes resultados? Então, continue a leitura. Mapeie todos os processos da empresa de TI Não importa a maturidade da empresa, para saber como melhorar seus serviços o passo inicial é mapear o funcionamento dos processos internos, identificando os profissionais que precisam ser envolvidos, gargalos e fatores que travam o…

Saiba como o business intelligence pode auxiliar na gestão de TI!

O Business Intelligence (BI) não está tão distante da gestão de TI como se imagina. Na verdade, nos dias de hoje, suas contribuições estão espalhadas por todo o negócio. E isso é ótimo. Afinal de contas, o BI é constituído por um conjunto de estratégias e soluções de análise dos dados coletados na empresa. Ou seja: é capaz de produzir informações determinantes para a leitura do negócio, com a elaboração de melhores processos e serviços. Essas são apenas algumas das contribuições do Business Intelligence para o negócio e, especificamente, a gestão de TI. Neste post explicamos em detalhe as principais delas. Acompanhe. Organizando os dados da empresa Os dados gerados em um negócio podem ser considerados estruturados ou não estruturados. Os primeiros estão em formatos reconhecidos, como números e relatórios de um sistema, ou conteúdos escritos como e-mails. Nesses casos, destinatário, remetente, horário do envio e outros dados são coletados e organizados pelo BI se forem considerados relevantes.…

Software open source, livre, proprietário ou RMM: qual é o melhor?

Todo profissional que trabalha com tecnologia da informação já se deparou com os seguintes termos: software livre, software open source, software proprietário e RMM. Apesar de fazerem parte de um linguajar técnico, muita gente do ramo encontra dificuldades na hora de diferenciá-los. Os softwares livres e o open source são os que causam a maior confusão, já que ambos disponibilizam os seus códigos-fonte e podem ser modificados e adaptados, o que não significa que sejam gratuitos. Já os softwares proprietários, por serem propriedades intelectuais e protegidos por lei, são relacionados a produtos pagos, o que também não é uma regra. Para que você possa tirar as suas dúvidas e entender as diferenças de uma vez por todas é que criamos esse post. Nele, você entenderá as diferenças entre esses modelos de licenciamentos de softwares. Confira! O que é software open source? Como o próprio nome sugere, um software open source, de código…