Não é segredo para os gestores de TI mais atentos que a segurança digital exerce um papel fundamental nos negócios hoje em dia. Vale lembrar que isso independe do setor de atuação.

Empresas que observam os movimentos do mercado e acompanharam os mais recentes ataques virtuais às organizações sabem que é essencial investir em mecanismos de segurança digital. Entre esses recursos, o principal é, certamente, o backup.

Para atender às necessidades das empresas de forma efetiva, porém, é fundamental que você, como prestador de serviços de TI, saiba como escolher a solução de backup apropriada para oferecê-la. Quer entender como fazer isso de forma inteligente e certeira? Continue a leitura!

Incluindo as soluções de backup na proposta comercial

As soluções de backup podem ser responsáveis por grande parcela dos rendimentos de um prestador de serviços de TI, aumentando consideravelmente suas receitas recorrentes.

Dessa forma, se você olhar minuciosamente para a oferta de backup como algo que pode ser transformado em um produto (e é passível de ser escalado), vai perceber que se trata de uma excelente oportunidade para aumentar os lucros do seu negócio. Além disso, haverá uma grande diferença na sua própria atuação, que passará a ser mais proativa, garantindo uma maior produtividade.

Porém, o mais comum é você oferecer o backup apenas quando o cliente solicita, certo? Em qualquer caso, uma solução de backup pode ser adicionada a uma proposta comercial, independentemente da solicitação inicial. Saiba que a maioria das empresas não estão protegidas, pois muitas soluções “alternativas” não oferecem garantias de restauro dos dados.

Além de incluir em sua Proposta de Serviços uma solução de Backup, também é importante identificar e apontar as deficiências e vulnerabilidades do cliente, fornecendo uma espécie de laudo junto à sua sugestão de correção.

A solução de backup como produto

Antes de tudo, é importante dizer que o termo “produto” é utilizado por ser uma maneira simples para que seu cliente entenda a proposta. Na verdade, o que há é uma oferta de serviço de backup consolidada.

Assim, é importante ter em mente que o ideal não é vender uma licença de software ou espaços de armazenamento, mas sim um serviço eficiente que tenha ferramentas embutidas. Vale ressaltar que você deve:

  • conhecer bem as ferramentas utilizadas;
  • ter foco na recuperação de desastres;
  • entender as necessidades do cliente;
  • enxergar que tudo isso é uma estratégia a longo prazo, ou seja, um projeto de contínuo aperfeiçoamento.

Escolhendo a melhor solução de backup

Alguns fatores são fundamentais no momento de escolher a solução de backup mais adequada. Confira!

Desenvolvimento específico para MSPs

Muitas soluções de backup foram desenvolvidas com foco corporativo, para que sejam utilizadas internamente, e não para um prestador de serviços, que precisa gerenciar múltiplos clientes de forma integrada, em um único painel. Isso pode acarretar uma série de limitações para o Managed Service Provider (MSP), que deve fornecer soluções de TI que permitam otimizar sua produtividade.

Além da gestão de múltiplos clientes, a solução adequada deve permitir a personalização de marca, ter uma política de licenciamento adequada para revenda e seu desenvolvimento focado em garantir a produtividade e qualidade dos serviços a serem fornecidos.

Atendimento a um grande número de cenários

Uma boa solução de backup deve ser capaz de atender aos mais diversos cenários. Destacaremos 3 itens obrigatórios:

  1. backup de virtualização — com restauração granular;
  2. recuperação de desastres — disaster recovery;
  3. backup de estações de trabalho — independentemente do volume de dados (possibilitando concorrer com soluções genéricas, como Google Drive).

Escalabilidade sustentável

É importante analisar sua estratégia a longo prazo, acompanhando o equilíbrio entre os custos operacionais, o número de clientes e o volume de dados. Portanto, é necessário considerar uma solução de backup que permita essa escalabilidade sustentável, não aumentando seus custos operacionais à medida que o número de clientes ou o volume de dados aumente.

Forma de cobrança

A solução escolhida deve ter um modelo de licenciamento que permita atender a grandes contas (onde está o dinheiro). Um modelo de preço baseado em Gigas — a maneira mais comum de precificação — pode ser um grande obstáculo para clientes que precisem de grandes volumes (de vários Teras de dados, por exemplo).

Por outro lado, existem ofertas que precificam por Devices (dispositivos), em que a cobrança é fixa pelo backup de uma máquina, independentemente do volume. Ou seja: na discussão de Giga por Giga, a solução por Device é bem mais econômica.

Características técnicas

Um dos principais pontos — talvez o mais importante — diz respeito às questões técnicas da solução. Veja, abaixo, aqueles que devem ser analisados.

Desduplicação de dados

É preciso verificar se a solução tem a capacidade de ignorar dados redundantes, que costumam exigir centenas de Terabytes de disco. Isso é desduplicação de dados.

True Delta®

Muitas soluções já contam com uma tecnologia de cópias incrementais e diferenciais no processo de backup. Porém, poucas têm a capacidade de fazer isso no restore, o que garante apenas a restauração dos dados faltantes, sem a necessidade de baixar todo o volume de informações.

Como consequência, é possível oferecer um diferencial de agilidade e obter a satisfação dos clientes atendidos.

Escaneamento de dados

Trata-se da capacidade de identificar todas as alterações que devem ser enviadas para o backup antes mesmo de o job se iniciar. Evitam-se, assim, a necessidade de leitura do disco inteiro e o consumo de tempo ou recursos de processamento. Sua solução de backup deve contar com a tecnologia necessária para isso.

A ferramenta de backup que dispõe de um hash próprio, que identifica as mudanças e faz essas marcações quando o arquivo é alterado, tem um grande diferencial.

Restauração granular de máquinas virtuais

Na pratica, uma máquina virtual é um único arquivo que tem, dentro dele, diversos outros arquivos. O backup dessas virtualizações seguirá tal lógica, copiando um único arquivo.

Se uma solução de backup não tiver a capacidade de fazer a restauração granular de uma virtualização, será necessário restaurar um grande arquivo e executá-lo para, então, ter acesso aos pequenos arquivos encontrados dentro dele.

Com a restauração granular, podem ser restaurados arquivos pontuais sem a necessidade da restauração total da VM.

Outros aspectos fundamentais

Por fim, deve-se levar em consideração como sua solução trabalha em outros aspectos, como:

Esses pontos vão trazer escala e produtividade para você. Conseguindo colocar sua identidade na solução de backup, o serviço também ganha mais credibilidade, ao passo que a marca se fortalece. Tais aspectos podem dar mais autonomia ao negócio, garantindo que ele seja escalável e cresça de forma saudável.

Agora que você tem em mãos todos os pontos necessários para fazer a melhor escolha entre as soluções de backup disponíveis no mercado, entre em contato conosco. Experimente nosso MSP Backup e Recovery gratuitamente por 30 dias!

Rodrigo Gazola
Autor

Com muitos anos de experiencia em TI, trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana, dá aula sobre excelência em workaholic. Apesar de ser especialista em MSP, adora quando o assunto é backup. Rodrigo esbanja bom humor (diz a lenda que seu segredo é cerveja, churrasco e Rock'N'Roll) e é o mais ativo daqui, já até pensou em rodar o mundo em cima da sua bike.

Escreva um comentário

Share This