Estamos vivendo uma das maiores crises da história do mundo moderno. Devido ao Covid-19, as pessoas que podem devem ficar isoladas em suas casas, evitando o contato social. Dentro desse contexto, temos um embate direto entre o MSP e o corona vírus.

No cenário atual, as empresas tiveram de optar por regimes de home office. No entanto, muitas não estavam preparadas para essa situação, o que gerou um grande desespero. Afinal, como realizar essa mudança tão drástica de maneira segura?

Aqui, temos uma grande oportunidade para a prestação de serviços gerenciados de TI. Pois, apenas com a aplicação de tecnologia e uma orientação adequada todas as organizações podem manter suas atividades. Nesse sentido, a IDC Brasil divulgou no início de fevereiro projeções positivas para o mercado de TI em 2020. Portanto, mesmo diante deste cenário, segundo a pesquisa, o setor de TI deve seguir com alta de 5,8% neste ano. Além disso, o dado é impulsionado pelo mercado de nuvem e software. Logo, isto confirma que é hora do MSP mostrar o seu valor. Entenda mais na sequência abaixo!

A demanda por adaptação

Nos últimos tempos, vivemos dias de incerteza. Com uma curva crescente na multiplicação dos casos de Covid-19, o que levou governos do mundo todo à implementação de medidas extremas de contenção. Dessa forma, instaurando a quarentena em vários países, como aconteceu no Brasil.

Diante dessa situação, muitas empresas viram suas atividades serem reduzidas a quase zero em um curto espaço de tempo. Visto que já não havia nenhum tipo de ação em direção à mobilidade corporativa. Todas essas organizações foram em busca de soluções rápidas nesse instante.

O home office surgiu como uma alternativa diante do cenário de pandemia, fazendo com que executivos e gerentes buscassem adaptações para que as atividades dos colaboradores pudessem ser realizadas no modelo de trabalho em casa.

É verdade que algumas atividades são quase impossíveis de serem realizadas dessa forma, apenas presencialmente. Por outro lado, diversos setores podem atuar de forma remota, demandando um direcionamento adequado.

O MSP e o corona vírus

O foco atual de todas as empresas é a continuidade dos negócios a qualquer custo, evitando a perda de poder produtivo, perda de empregos e a derradeira falência por falta de atividades. Essa é uma grande oportunidade para as organizações que prestam serviços gerenciados.

Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae, 35% dos empreendedores com até 35 anos passaram a utilizar ferramentas digitais e essa tendência tende a ser permanente em diversos setores. Hoje, até mesmo as empresas mais tradicionais estão percebendo que é indispensável o apoio de um parceiro especializado em tecnologia e atendimento remoto.

Dentro dessa busca, o MSP pode conquistar maior número de clientes mostrando a importância e o diferencial de ter apoio de uma empresa especializada em Serviços Gerenciados. Isso prova o seu valor para atuais contratantes, apoiando investidas em home office e outras demandas de mobilidade.

Infelizmente, a TI é uma área que, quando está funcionando corretamente, sem nenhuma dor de cabeça, é deixada de lado. Por conta disso, muitos gestores acabam não dando o devido valor aos serviços da área e acreditam que o investimento em tecnologia é apenas um custo.

Contudo, quem direcionou recursos para a TI e a mobilidade antes do isolamento social, sabe que fez um bom investimento, pois agora está preparado para enfrentá-la. Quem não agiu assim, está em busca de alternativas. Por isso, essa é uma ótima oportunidade para um MSP.

Vale ressaltar que é verdade que muitos prestadores de serviços gerenciados de TI também não estão preparados para lidar com a demanda atual. Afinal, ninguém esperava uma crise com essa magnitude. No entanto, é possível adequar as ferramentas e processos para atender os clientes de maneira proativa e com excelência.

As possibilidades de atuação do MSP durante a pandemia

A relação entre as possibilidades de atuação do MSP e o corona vírus merece atenção, pois um MSP pode auxiliar contratantes e ofertar seus serviços para novos clientes. Abaixo, veja mais detalhes sobre as principais atuações do MSP para as empresas nesse contexto:

Consultoria

Há casos em que a empresa conta com uma equipe de TI interna, com boas capacidades técnicas. O problema é que ela talvez não saiba como agir adequadamente em meio à crise ou pode estar sobrecarregada com tantos problemas.

Nesse caso, o MSP pode oferecer uma consultoria com o know-how para a montagem de uma rede de home office. Instruindo na instalação e manutenção de sistemas que permita o trabalho remoto e até mesmo na gestão da equipe de TI na realização dessas atividades.

Educar

Segundo pesquisa realizada pela Edelman, 85% das pessoas querem que as marcas usem seu poder e influência para educar. Mas como o MSP pode fazer isso? Veja o exemplo abaixo!

Devido ao home office e ao isolamento social, o uso dos aparelhos eletrônicos cresceu na quarentena. Diante disso, houve um aumento significativo no número de ataques de phishing já no primeiro trimestre do ano. O MSP além de garantir a segurança dos usuários que atende, pode criar manuais com dicas e boas práticas de segurança, afim de educar seus clientes. Além disso, conteúdos instrutivos e dicas rápidas podem ser postadas nas redes sociais. Muitas pessoas tem dúvidas sobre as boas práticas de segurança no ambiente virtual e o MSP pode se dispor a respondê-las. Desse modo, é possível educar e alertar mais pessoas que possam estar cometendo erros que abrem caminhos para os ciberataques.

Redução de custos

Pequenas e médias empresas são as que mais sofrem durante a pandemia. Elas não contam com grandes orçamentos e, na maioria dos casos, não têm uma equipe de TI própria ou estrutura que suporte o home office.

O MSP pode se apresentar como um investimento certo, capaz de montar o ambiente necessário para o trabalho remoto. Tudo dentro da capacidade que a empresa possui, reduzindo ao máximo custos operacionais de tecnologia e garantindo a continuidade das atividades.

Segurança de dados

Enquanto muitas empresas migram para o home office, também ocorre a migração de dados sensíveis. Estes circulavam em um ambiente protegido, dentro da rede da organização, e agora passarão a ficar expostos em redes públicas.

Para quem busca oportunidades no panorama que se estabelece entre MSP e o corona vírus, também deve focar na segurança de dados: ou seja, montar e monitorar redes privadas com o intuito de proteger informação confidencial de clientes.

Além disso, existe a possibilidade de prestação de serviços referentes à instalação e gestão de firewalls, antivírus e outros sistemas de proteção.

Gerenciamento de infraestrutura

Com a migração em massa de dados para a nuvem, além do aumento de trabalho remoto, muitas empresas estão sobrecarregadas para realizar a gestão de suas infraestruturas — em alguns casos, não há nem sequer a compreensão acerca dos dispositivos ligados aos sistemas.

O MSP pode realizar o gerenciamento de todos os equipamentos, por meio de inventários e monitoramento remoto, utilizando um sistema de gestão como o RMM. Dessa forma, a empresa ganha uma visibilidade sobre todos que acessam e fazem uso de seus sistemas.

Muitas empresas estão repensando suas estratégias, sua atuação no mercado e até mesmo o modelo de trabalho imposto a seus colaboradores. Visto que, em algum momento, uma nova situação como essa pode voltar a ocorrer.

Dentro dessa perspectiva, podemos supor que mais empresas, em um futuro próximo, poderão buscar os serviços de MSP. Dessa forma, visando garantir a continuidade de seus negócios em tempos de crises.

Por conta disso, é fundamental que as empresas que prestam serviços gerenciados estejam prontas para atender a essa grande demanda e aproveitar novas oportunidades.

Essa queda de braço entre o MSP e o corona vírus ainda está longe de se acabar. Vários governos ao redor do mundo aumentam o tempo de quarentena e isolamento social, exigindo cada vez maior adequação das empresas a essa nova realidade e gerando maior demanda para os Prestadores de Serviços de TI.

Gostou das informações sobre o MSP e o corona vírus? Não perca mais novidades e dicas. Assine agora mesmo a nossa newsletter!

Luís Montanari
Autor

Especialista em Marketing e Vendas para Empresas de TI e MSPs. Sou pai da Helenna e da Cecília, Comunicólogo, Marketeiro e Vendedor. Além de um profundo apaixonado por tecnologias e boas cervejas. Tenho mais de 10 anos de experiencia em vendas e gestão de pessoas, sendo os últimos 8 dedicados ao mercado de Tecnologia e Serviços de TI. Ao longo dos últimos anos, me especializei no mercado MSP e ajudei dezenas de empresas à redesenharem seus serviços e suas ofertas. Atuo como líder dos times de Marketing, Pré-vendas e Vendas da ADDEE SolarWinds MSP, trabalhando para transformar Empresas de Suporte em verdadeiros MSPs! #SaaS #InsideSales #Inbound #Sales #Marketing #RMM #Backup #Gestão #SPIN #BANT #B2B #MSPsummit #souMSP #TransformacaoDigital

Escreva um comentário

Share This