Quem tem experiência no ramo de suporte de TI ou estudou a história da área sabe bem que, no início — muito antes de se imaginar a existência do remote background, portanto —, os profissionais tinham que ir até a máquina e acessá-la pessoalmente para fazer os reparos, demandando o tempo da visita e prejudicando a produtividade dos clientes.

Mais tarde, o problema das visitas excessivas foi amenizado pelos softwares de acesso remoto, que permitiam aos fornecedores de suporte operar os computadores dos clientes à distância. Apesar da praticidade, o fato do profissional assumir o controle da máquina continuava interrompendo o fluxo de trabalho dos clientes.

O remote background surgiu para resolver essa questão. Com a ferramenta, o profissional consegue fazer os reparos na máquina do cliente de forma remota, sem interferir nas atividades do usuário.

Quer entender melhor como funciona esse recurso? Confira este post!

Como funciona a ferramenta remote background?

Remote background é o nome de um dos recursos que compõem o software de RMM — uma ferramenta completa que permite a um profissional de suporte gerenciar, proteger e garantir a segurança de toda a TI de seus clientes.

O próprio nome da ferramenta deixa implícita a sua função:

  • remote — referente ao acesso remoto;
  • background — indica que o profissional atuará em segundo plano, sem a necessidade de assumir a tela do PC ou causar interferência no uso do mouse e do teclado.

O acesso remoto de segundo plano é feito por linha de comando, ou seja, o uso do remote background refletirá no CMD da máquina operada.

Assim, será possível manter a rotina de monitoramento do cliente e, ao mesmo tempo, melhorar os índices de uptime e a taxa de disponibilidade da infraestrutura. Isso tudo oferecendo a mesma qualidade e segurança, com a instalação de antivírus, atualização de softwares e programação de backups.

Quais são os benefícios do remote background?

O grande beneficio do remote background é não interromper a rotina de quem usa o computador. Isso porque temos duas pessoas trabalhando, o profissional de suporte e o usuário, que tem metas e funções a cumprir.

Com o acesso remoto convencional, as duas partes dividem o tempo — o profissional de TI depende da autorização do usuário para assumir a máquina e este fica na dependência do término da atividade do suporte para voltar à ativa. O remote background elimina essa interdependência!

Em relação ao servidor, qual a vantagem de utilizar essa ferramenta?

Em relação aos servidores, não existe o fator usuário, mas o remote background traz a vantagem de simplificar e agilizar os processos. Isso porque o profissional de suporte consegue visualizar tudo que está rodando no servidor diretamente no navegador, com detalhes sobre cada processo e, assim, implementar o monitoramento.

O mesmo vale para os serviços, pois você poderá, por meio desse recurso, conhecer todos eles e alterar suas propriedades, diretamente pela linha de comando no remote background. Facilita também a análise de quais processos e serviços estão consumindo mais performance, além de permitir a interação com o CMD (prompt de comando) do equipamento.

Em resumo, podemos definir como principais vantagens do remote background, para utilização nos servidores, a praticidade e velocidade para realizar os comandos, pois elimina a necessidade de acessar primeiro o servidor e fazer o credenciamento para logar no Windows, o que consome horas de trabalho, considerando-se as incontáveis repetições da tarefa a cada mês.

Assim, o profissional de TI ganhará tempo, produtividade, concentração de informações e uma grande capacidade de visão em relação aos servidores do cliente, quebrando o paradigma de que a ferramenta só seria útil para a utilização em segundo plano nos desktops.

O remote background é um potencializador dos serviços gerenciados?

O suporte de TI reativo, no modelo break/fix — quebra/conserta — está cada vez mais “fora de moda”. Isso porque, com a transformação digital, a atuação do setor de tecnologia da informação nas empresas deixou de ser meramente burocrática, para se tornar parte importante da estratégia do negócio como um todo.

O profissional “apagador de incêndios”, que só aparece para resolver problemas, não contribui em nada para a fluidez da produtividade do cliente, e nem para a dele próprio, visto que ele baseia todo o seu expediente em visitas e resoluções, engessando sua capacidade de crescimento como prestador de serviços.

Além disso, esse profissional tem vida curta no ramo, pois a tendência é que ele perca mercado para os profissionais proativos, que trabalham evitando problemas, de forma remota e com monitoramento, garantindo a produtividade do cliente e a fidelização.

Nesse cenário, a ferramenta de acesso remoto de segundo plano potencializa essa atuação proativa, reduzindo ainda mais a necessidade de paradas na empresa, além de agilizar a vida do profissional de suporte, que ganha uma ferramenta que simplifica o acesso.

Quais são os cuidados que devemos ter ao trabalhar com o remote background?

Lembra do fantasma do filme “Ghost — Do Outro lado da Vida”? Aquele que vivia em um plano espiritual, mas conseguia movimentar os objetos e interferir no plano real? Então, a atuação do remote background é quase isso! Você não “aparece”, mas está lá interferindo.

Como qualquer tipo de trabalho que se faça nos servidores de um cliente, o uso do remote background requer responsabilidade. Por mais que o trabalho seja feito em segundo plano, não se pode esquecer que ele ocorre dentro da máquina.

Todo comando que você der em segundo plano, será dado, ao mesmo tempo, no prompt da máquina que está sendo trabalhada. Isso significa que, se cometer algum erro, mesmo em modo “fantasma”, a máquina vai te “entregar”.

Esperamos que, após a leitura deste texto, você tenha entendido o que é remote background, seu funcionamento, vantagens e cuidados ao utilizá-lo. Não podemos esquecer que estamos falando de uma ferramenta que, como qualquer outra, precisa de conhecimento e preparo para ser utilizada.

No caso específico do recurso de acesso remoto em segundo plano, é essencial que o profissional tenha conhecimento em linhas de comando e execução de scripts.

No mundo da tecnologia da informação, em que surgem ferramentas novas como o remote background a cada dia, o profissional deve ser proativo, não só na execução de seu trabalho, mas também na aquisição de conhecimento, para que ele esteja sempre apto a encarar as novidades.

E aí, se interessou pela ferramenta? Quer utilizá-la por 30 dias gratuitamente? Então clique aqui e descubra como. Aproveite!

Rodrigo Gazola
Autor

Com muitos anos de experiencia em TI, trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana, dá aula sobre excelência em workaholic. Apesar de ser especialista em MSP, adora quando o assunto é backup. Rodrigo esbanja bom humor (diz a lenda que seu segredo é cerveja, churrasco e Rock'N'Roll) e é o mais ativo daqui, já até pensou em rodar o mundo em cima da sua bike.

Escreva um comentário

Share This